Onde fazer o Cadastramento Biométrico? TRE

A identificação biométrica já é uma realidade para as eleições gerais em 2018. Desde o final do ano passado, milhares de eleitores já realizaram seu cadastramento e, nestas eleições, poderão votar apenas com a identificação de sua impressão digital.

Outros, por outro lado, ainda não passaram pelo processo, por dúvidas simples, como por exemplo como é feito o cadastramento.

Cadastramento biométrico

Durante o cadastramento biométrico, o eleitor fornecerá sua impressão digital a um banco de dados. Com essa informação, a identidade do eleitor será confirmada, garantindo que ele possa votar no candidato que desejar, sem a necessidade da apresentação de documentos pessoais, como o título de eleitor na hora do voto.

Para cadastrar sua biometria junto à Justiça Federal, a recomendação é de que o eleitor agende seu atendimento. A lista de locais pode ser conferida neste link: http://www.tre-sp.jus.br/eleitor/zonas-eleitorais/consulta-a-zonas-eleitorais

Na data e local definidos, o eleitor irá cadastrar os dez dedos de sua mão, tirar uma fotografia  e cadastrar sua assinatura digitalizada. Na hora do voto, no entanto, apenas os polegares e indicadores serão utilizados para confirmar sua identidade.

Documentos

No momento da captura biométrica, o eleitor deve apresentar também os seguintes documentos: documento de identificação pessoal (RG, carteira de trabalho, certidão de nascimento ou casamento ou carteira emitida por órgão de classe), comprovante de endereço em nome do eleitor, comprovante de quitação militar (caso o eleitor seja do sexo masculino) e título de eleitor.

Problemas com a coleta das digitais

Caso as digitais coletadas apresentem problemas e a identificação correta do eleitor não possa ser realizada durante a votação, o eleitor terá de apresentar seus documentos pessoais e assinar a folha de votação depois do voto.

Além disso, a orientação é de que o eleitor se dirija a seu cartório eleitoral para repetir a captura das digitais e o cadastro biométrico.

Prazo para cadastramento biométrico

Embora já seja uma realidade, o cadastramento biométrico ainda não é obrigatório em todo o país. Por conta disso, o prazo para que a captura das digitais seja feito foi encerrado em algumas localidades.

Já naquelas em que esse processo é obrigatório, o prazo se encerra em março deste ano. Nestas localidades, o eleitor que não realizou o cadastramento biométrico pode ser impedido de votar.